No dia 20 de novembro, em comemoração ao dia da Consciência Negra, os alunos do Ensino Fundamental Anos Finais e do Ensino Médio participaram de atividades dentro do projeto intitulado “Alma não tem cor!”.

O título do projeto se justifica dentro da concepção cristã de que Deus nos ama sem distinção, dada a confessionalidade cristã do colégio. Assim, toda forma de preconceito é inaceitável, principalmente o preconceito racial.

As turmas do primeiro e dos segundos anos do Ensino Médio participaram de uma roda de conversa com a Profª Graziela Costa, de Cachoeira de Minas, que compartilhou um pouco de sua vida. Relatou os preconceitos que sofreu (e ainda sofre) por ser negra, mas também as superações e conquistas que teve (e tem) ao longo da vida. Foi um momento forte de partilha de experiência e vida.

A turma do nono ano participou de um debate sobre a política de cotas raciais, organizado pelo Profº Emílio Carvalho (Atualidades) e orientado pelo Prof. Alex Bilhoto (Redação).

As turmas dos oitavos anos apresentaram pesquisas sobre representatividade negra na Igreja Católica (santos e beatos), no Brasil e no mundo. Figuras como São Benedito, Santa Ifigênia, Santo Antônio de Categeró, Beata Nhá Chica (de Baependi – MG), Beato Padre Vítor (de Três Pontas – MG), Maju Coutinho, Zumbi e Dandara dos Palmares, Djamila Ribeiro, Milton Santos, Martin Luther King etc. fizeram parte das pesquisas orientadas pela Profª Michele Oliveira.

Já as turmas do sétimos anos participaram de dois momentos: uma explicação sobre a capoeira feita pelo capoeirista Glauber e sua esposa Liliane (professora do Infantil) e um momento de culinária de origem africana (suco de ibisco e patê de vinagreira) orientado pela Prof. Valeska (engenheira agrônoma que trabalha com projetos de sustentabilidade no colégio).

Por fim, as turmas dos sextos, orientados pela Ir. Marley Santos e pela Profª Maria Antônia (Desenho Geométrico) participaram da confecção da boneca de retalhos abayomi, de tradição africana.

Foi um dia intenso de vivências, escuta, partilhas e atividades a respeito de um dia tão importante, a fim de vencer todo tipo de preconceito e racismo.

Deixe o seu comentario

× Como posso ajudar?
%d bloggers like this: